Rodrigo Leme

Rodrigo Leme

-87p

524 comments posted · 3 followers · following 0

427 weeks ago @ Brainstorm9 - Rio 2016: Prefeitura a... · 1 reply · +19 points

Bom, então a prefeitura do RJ deveria bancar sozinha o evento, não?

444 weeks ago @ Viomundo - O que voc&e... - Serra aciona Amaury e ... · 3 replies · -5 points

Ele processou a Bandeirantes por causa de um jornalista, lembra? É aquele famoso jornalista que é governista de ocasião, e hoje vive de panfletar pro PT.

Pro-memória:

[youtube BZvs5a5aQjg http://www.youtube.com/watch?v=BZvs5a5aQjg youtube]

444 weeks ago @ Viomundo - O que voc&e... - Gravações para inibi... · 0 replies · -7 points

Foco = tudo que não é PT.

445 weeks ago @ Viomundo - O que voc&e... - Golpe na Venezuela: A ... · 1 reply · -3 points

Hahahahaha, é por isso mesmo que você não dá seu nome. Vamos fingir.

Típico, não falaria metade se tivesse que mostrar a cara. Deve até se sentir mais poderoso escondidinho em casa. Falta coragem.

Quem tem que ter medo sou eu, que posso ser achado por um zé que nem vc q não mostra a cara. Mas não tenho medo de mediocridade.

446 weeks ago @ Viomundo - O que voc&e... - Lino Bocchini: Cordão... · 1 reply · -4 points

Ô coisa chata, "sumiram" com meu comentário...só pq sugeri mais pit stops para o cordão. Bom, não é em todo lugar que a verdade é bem-vinda.

447 weeks ago @ Viomundo - O que voc&e... - Celso de Castro Barbos... · 0 replies · -4 points

O seja, vc debate com o que você ACHA de mim, não com o que falo. Mais conveniente pra vc, q deve ter preguiça de discutir direito, mas mentiroso.

1. Sou contra a regulamentação da mídia privada no aspecto de conteúdo, não tenha dúvida disso. Pq regular o conteúdo coloca a mídia ao sabor de quem está no poder. É um instrumento que facilmente serve a uma ditadura de informação. Não sou contra a regulamentação da propriedade dos meios de comunicação.

2. Veículos públicos, como a Cultura, devem ser públicos no sentido amplo de pluralidade. Não só apóio o protesto contra o movimento de infiltração de empresas privadas na Cultura, mas apóio que o mesmo seja feito na TV Brasil, o que ninguém aqui nese blog ou em semelhantes apóia. É como falar de corda em casa de enforcado, até pq esse blog e outros simpáticos ao governo têm pé lá.

3. Uma revista que fala em nome da Biblioteca Nacional, uma biblioteca e uma entidade pública, tem que se distanciar de disputas políticas. Nõ precisa mais de uma leitura da resenha para perceber que aquilo não foi resenha, e sim uma peça de opinião política. Fere o princípio da Bblioteca Nacional e a pluralidade que você gostaria de ver na Cultura, mas não em veículos que servem o PT.

4. "Se fosse o PT vc chamaria de aparelhamento" resume toda sua preguiça de argumetnar com inteligência. Se minha avó tivesse 16 rodas eu a chamaria de Scania.

447 weeks ago @ Viomundo - O que voc&e... - Celso de Castro Barbos... · 5 replies · -7 points

Atenção ao momento onde digo "está vinculada à Fundação Biblioteca Nacional". Não é uma entidade solta, e ainda por cima fala em nome de uma pública. Falou uma grande besteira a título de não ler direito o que escrevo.

447 weeks ago @ Viomundo - O que voc&e... - Celso de Castro Barbos... · 3 replies · -18 points

Boa resposta, gostei, principalmente pq vc argumenta.

447 weeks ago @ Viomundo - O que voc&e... - Celso de Castro Barbos... · 4 replies · -26 points

A resenha do livro é justa e necessária. Porém, quando se extrapola a resenha para emitir opiniões política a linha é cruzada.

Sem contar que discute-se a validade de uma resenha desse livro em uma publicação da Biblioteca Nacional. Mesmo dentro dos temas das revista a resenha fica fora de lugar.

447 weeks ago @ Viomundo - O que voc&e... - Celso de Castro Barbos... · 22 replies · -49 points

É balela da grossa dizer que a publicação é privada. Apesar de editada pela Sabin, a publicação e a entidade estão associadas à Fundação Bibloioteca Ncaional, que é pública. Mesmo a Sabin é considerada uma entidade de "Utilidade Pública Federal e Estadual".

Engraçado que esse tipo de ingerência política é tão criticada na Cultura, mas chega na TV Brasil e em veículos bancados pela União tudo é permitido, inclusive usar peão pra atacar adversários políticos, dispensar licitações pra contratar caneta amiga, etc.. Principalmente, eu diria.