Nightwing

Nightwing

61p

174 comments posted · 3 followers · following 1

282 weeks ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Russian Helicopters en... · 1 reply · +1 points

Verdade! E pior ainda é pagar os olhos da cara por um produto que o fabricante teima em fazer gambiarras na MGB e não consegue fazer a aeronave ficar segura.

283 weeks ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Cingapura adia compra ... · 0 replies · +1 points

A matéria ficou muito confusa. Em uma parte diz que a decisão foi adiada e que ainda não há um vencedor, logo adiante diz que o H225 foi o escolhido.

285 weeks ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Propina a jato: Minist... · 0 replies · +3 points

Claro, os bons amigos franceses não pagaram nadinha de propina para vender 50 helicópteros bichados com preços hiper faturados. Também não pagaram nadinha de propina nem entraram em conluio com a empreiteira mais encalacrada no petrolão para vender quatro submarinos convencionais e a tal ToT de um casco para a baleia branca tupiniquim. Francamente? Só mesmo sendo muito ingenuo para acreditar que qualquer compra que o ParTido tenha feito nesses treze anos de roubalheira não tenha tido pixulecos. Seja Saab, DCNS, Airbus, Boeing, Sikorsky, Iveco ou qualquer outra empresa que tenha pago bola, o certo é que sofram as penalidades legais e os responsáveis sejam presos e processados. De preferência nessa ordem.

287 weeks ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - AERONAVES FAMOSAS: Eng... · 12 replies · +1 points

É pensar que quase foi escolhido para ser nosso primeiro caça supersônico!

288 weeks ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Aviões de caça da I ... · 0 replies · +2 points

Mais uma curiosidade, a insígnia do 94° esquadrão, um chapéu dentro de um círculo "Hat in the ring", era bem simbólica mesmo. Antigamente, nas universidades americanas havia o costume de lutar boxe, e se você quisesse aceitar o desafio de alguém, você jogava seu chapéu no ring. Quando os primeiros voluntários americanos chegaram para lutar na França eles escolheram este símbolo para seu esquadrão, sinal, estavam " aceitando o desafio" de seus adversários alemães. Outra coisa interessante desses primeiros embates era o fato de que os pilotos tinham muita liberdade para customizar as pinturas de seus aviões.

288 weeks ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Aviões de caça da I ... · 4 replies · +1 points

Interessante como estes rankings podiam ser (e eram!) ilusórios! Por exemplo, no rank dos maiores ases americanos da primeira guerra, o Rickenbacker figura como o maior deles, e Lufbery é apenas o terceiro. Mas muitos historiadores dizem que Lufbery abateu uma quantidade muito maior de aeronaves, o problema é que ele era o tipo lobo solitário que gostava de caçar atrás das linhas alemãs, e o alto comando francês só remexia o abate se houvesse comprovação de solo. Ou seja, tinha que haver os destroços ou o testemunho de alguma unidade terrestre aliada.

289 weeks ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Governo da Dinamarca r... · 0 replies · +3 points

Tireless, a Noruega e a Dinamarca já tiveram um papel de maior importância na estrutura da OTAN durante a guerra fria. Seriam estes países, mais a Alemanha os responsáveis por tentar fechar a saída norte da marinha soviética. Hoje às prioridades da aliança são outras, o papel de Noruega e Dinamarca hoje é um papel de coadjuvante. Mas não quis desmerecer o F-35 aí né referir a este papel da Dinamarca, apenas não fui claro ao não explicitar que me referia às capacidades como um caça extremamente apropriado à missão principal da Dinamarca dentro da OTAN, que continua a ser o mesmo da época da guerra fria: fechar a passagem para o mar do norte à frota russa.

289 weeks ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Governo da Dinamarca r... · 0 replies · +2 points

Só complementando meu outro comentário. Acho o F-35 uma máquina incrível, mas não acho uma aeronave adequada a um país que não tenha uma relação extremamente próxima do governo americano. Sei que qualquer caça ou sistema de armas comprado de um terceiro sempre traz algum grau de dependência em relação ao país fornecedor, mas o F-35 eleva essa dependência a um novo patamar. Só como exemplo, essa exigência de que toda a manutenção do caça deva ser feita apenas em centros montados pela Lockheed em países escolhidos por ela. Mas para países que fazem parte da OTAN, ele é extremamente adequado.

289 weeks ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Governo da Dinamarca r... · 2 replies · +2 points

Nenhuma surpresa nesse anúncio, desde o início já era praticamente certeza que seria o escolhido. O F-35 tem tudo para ser um ótimo vetor, e na minha opinião se encaixará à perfeição para as pretensões da Dinamarca. A Dinamarca, dentro da estrutura da OTAN, tem um status de coadjuvante ao qual estão totalmente a adaptados. Não têm nenhuma pretensão de serem protagonistas. Para este papel, a aquisição do F-35 faz todo o sentido. Um caça que vai se adaptar à perfeição às missões que vão ser exigidas da força aérea dinamarquêsa no âmbito da sua participação na estrutura da aliança atlântica.

290 weeks ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Rafale para a Índia: ... · 0 replies · +1 points

Eu até entenderia a compra como era no MMRCA, 126 aeronaves que cobririam as necessidades operacionais da IAF e ajudariam a dar um pouco de lógica nessa balburdia que é a calda logística indiana. Agora, 36 caças? Esse número para as necessidades indianas não resolvem nada. Na realidade só aumenta a zona logística que é a IAF. Pode até ser que essa compra saia (com a India nunca se sabe), mas que está parecendo enrolation não tenho dúvidas.