marcus

marcus

37p

39 comments posted · 26 followers · following 0

311 weeks ago @ 99vidas - 99Vidas 115 – 2-Pak:... · 0 replies · +2 points

Lembrei de uma coisa sobre o Commandos: foi falado no podcast e em alguns comentários que sempre era necessário elaborar a melhor estratégia e tal, mas... nem sempre. Depois de terminar o jogo várias vezes, eu comecei a jogar só por diversão mesmo e vi que... caraca... tinha uns momentos que era MUITO melhor partir pra ignorância, atravessar a fase correndo dando tiros (no melhor estilo Mercenários) e cumprir logo o objetivo do tentar passar a fase sem chamar a atenção. hehehe Jogo muito bom.

350 weeks ago @ 99vidas - 99Vidas 101 - Red Dead... · 0 replies · 0 points

Ouvindo o cast e percebendo o interesse do pessoal pela ambientação, lembrei do jogo MAFIA 2. Esse é um dos meus games preferidos e para quem se amarra na história do personagem e na ambientação do game, acho que vale muito a pena.

350 weeks ago @ 99vidas - 99Vidas 101 - Red Dead... · 0 replies · 0 points

Tipo, meu... caraca véio que é isso. Tipo... foda. Não. Fiquei assim.... tipo... caracaaa.

Esse vícios de linguagem realmente comprometem a ideia que se quer passar.

416 weeks ago @ Gizmodo Brasil - Por que estamos perden... · 0 replies · +1 points

Autenticação em dois passos (como a do Gmail) dá uma boa ajuda nessas questões. Em especial ao usar computadores públicos.

Esses dias mostrei pra um conhecido como a autenticação funcionava (recebendo a segunda senha por SMS no celular) e ele na hora: "Ha cara! Que trabalhão! Aí toda hora vou ter que fazer isso??"

E de matar né?!

416 weeks ago @ 99vidas - 99Vidas 50 - Brincadei... · 0 replies · 0 points

hauhaua aqui essa brincadeira da latinha era chamada de "malha". Teve uma vez que a latinha passou embaixo da perna de um guri lá do outro lado do pátio e a coluna onde ele tinha que encostar para parar de levar porrada era bem longe. Coitado do guri hahah levou tanta porrada que até as serventes da escola tiveram que ir ajudá-lo a conseguir encostar na coluna.

416 weeks ago @ 99vidas - 99Vidas 50 - Brincadei... · 0 replies · 0 points

Xi, ligou o caps lock! Calma Bruno, olha o coração...

Que xenofóbico o quê?! heheh que exagero cara. O que quis dizer é o que você falou também: que algumas regiões são piores para uma criança viver do que outras. Só isso. Daí para xenofobia você há de admitir que é um salto lógico gigantesco e bastante criativo.

Se a questão são as escolhas, então, talvez, ao ter um filho seja necessário por parte dos pais considerar uma mudança de habitat, visando ampliar as possibilidades de escolhas dela durante toda a infância (da mesma forma que depois de adultos consideramos mudar de cidade para ampliar as escolhas de um emprego melhor). Por exemplo, uma criança que vive na praia, é mais saudável e tem mais escolhas do que uma que vive trancado no apartamento e que anda pela cidade de carro blindado? Eu acredito que sim.

Mas daí chegar a dizer que a criança hoje em dia não tem possibilidade alguma de ter escolhas e jogar isso na cara dela constantemente é, na minha opinião, uma visão excessivamente carregada de preocupação e nervosismo (Justificável? Não sei. Talvez. Depende da história de cada família).

Mas repito, eu não sou especialista não, então um Doutor em educação infantil pode te responder bem melhor do que eu sobre as escolhas que uma criança pode ter hoje em dia em um grande centro urbano (desde que você esteja disposto a ouvir e entenda que a experiência profissional dele provavelmente desde antes você nascer não seja só um #mimimi, claro)

Se ele te responder compartilha aí. Eu também gostaria de saber.

Marcus

ps: indico para todos outra palestra muito boa. Essa é, "de um tal" Leandro Karnal, chamada "O ódio no Brasil", em que ele fala sobre a questão da violência no país em geral, porém comenta também sobre a violência na infância. http://www.cpflcultura.com.br/2011/09/24/o-odio-n... (se o link não estiver disponível tem no youtube).

416 weeks ago @ 99vidas - 99Vidas 50 - Brincadei... · 2 replies · +1 points

Bruno, dependendo da região que você vive há muitas escolhas. Muitas mesmo. Não sei se você mora em SP, mas me lembrei de algo que li no Twitter do @bomdiaporque: "Nada que você diga a um paulista pode torná-lo mais infeliz do que ele já é."

Eu nunca subi num pé de goiaba como meus pais, mas tive um SNES e me divertia na locadora. E aí? Minha infância é pior que a dos meus pais por causa disso? Besteira...

Entupir a cabeça das crianças dizendo que "Você tá ferrado. Esse mundo é uma merda! Você não tem infância! Eu é que tive! #Mimimi" pode fazer com que aos 9 anos meu filho vire pra mim e diga: "Porra Pai! Se esse mundo é tão merda assim, por que você me colocou nele?"

Não compartilho da sua visão triste do mundo. Mas sobre as suas questões, talvez quem possa responder melhor sobre infância seja o próprio Cortella, que é Doutor em Educação Infantil. Ele sim é esclarecido em infância. De minha parte, quis apenas colaborar com o site e bater um papo, atendendo aos pedidos de vocês mesmos nos casts que pedem que as pessoas sempre comentem.

Mas se mandar e-mail para o Cortella, apenas tente não ser tão debochado. Sei lá... fica meio sem graça e não contribui em nada.

416 weeks ago @ 99vidas - 99Vidas 50 - Brincadei... · 4 replies · -1 points

Mas no vídeo nem ele (nem ninguém) nega isso que você falou. Aliás, ele enumera diversos outros problemas na forma de educar as crianças hoje e argumenta sobre os motivos.

Mas, no caso, ele não é adepto do pessimismo em relação ao futuro (do contrário não seria educador). E ele é especialmente contra martelar essa visão às crianças (o que eu concordo totalmente e me fez escrever o post inicial).

De pai para pai, sua filha não fará as coisas que você fez mas fará diversas outras. E talvez muito melhores! Achar que as crianças, por o mundo hoje ser menos seguro, serão necessáriamente infelizes e dignos de piedade (por não poderem fazer as mesmas coisas que você fez), é, na minha opinião, inconscientemente colaborar para moldar um futuro ainda pior para todas elas.

Relendo a conversa, percebi que o papo começou com "as crianças de hoje não têm infância", o que eu discordo, e passou para "o mundo de hoje é mais inseguro", o que eu concordo.

416 weeks ago @ 99vidas - 99Vidas 50 - Brincadei... · 6 replies · -1 points

Mas isso que vc escreveu não é EXATAMENTE a mesma coisa que seus pais falavam sobre você passar horas jogando vídeogame em frente a TV? É a repetição de um discurso bastante envelhecido.

--------
Os jovens de hoje gostam do luxo. São mal comportados, desprezam a autoridade. Não têm respeito pelos mais velhos e passam o tempo a falar em vez de trabalhar. Não se levantam quando um adulto chega. Contradizem os pais, apresentam-se em sociedade com enfeitos estranhos. Apressam-se a ir para a mesa e comem os acepipes, cruzam as pernas e tiranizam os seus mestres. SÓCRATES (470-399 A.C.)
---------

Chega desse discurso né? hehe

Talve o meio em que você viva e as pessoas que você conheça te desanimem e façam você ter essa visão de que o mundo hoje é muito pior que ontem e entenda isso como a única realidade possível.

Eu não vejo as coisas assim.

Claro que problemas existem, mas se formos comparar com o passado, é fácil perceber que sempre existiu - e sempre existirão - pais ruins, lugares ruins, escolas ruins, amizades ruins, comidas ruins... sempre existiu e sempre existirão perigos! Mas o mundo não é só isso não.

É claro que eu acredito num mundo melhor. Não teria um filho se não acreditasse.

416 weeks ago @ 99vidas - 99Vidas 50 - Brincadei... · 8 replies · -1 points

Sobre essa questão de "antigamente era melhor", "nós é que aproveitamos a infância", etc... sugiro uma palestra do Mario Sergio Cortella chamada "A criança em seu mundo". http://www.youtube.com/watch?v=t3C-N2gdlxI

Nela, ele diz que é preciso parar com essa mania de repetir exaustivamente para as crianças essa idéia de que elas não têm passado (nós tivemos, ela não), não têm presente (porque hoje em dia tudo é pior), e terão um futuro ruim (pois não temos boas alternativas de futuro).

Foi só um adendo aí pra quem tem filhos. heheh