Rafael_PP

Rafael_PP

89p

1,117 comments posted · 2 followers · following 0

2 years ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Governo tenta atrair 4... · 1 reply · +3 points

É mais fácil o Brasil investir em ferrovias, hidrovias e cabotagem do que nossos aeroportos se modernizarem e se adequarem a um padrão de qualidade internacional.

Tudo foi mal planejado desde o início. Permitiram empresas e residências próximas, tudo subdimensionado, sem espaço físico para expansão. Em muitos aeroportos de capitais não há área para segunda pista - nem estamos falando de terceira ou quarta - ou sequer a expansão da única.

Comemoremos os novos terminais, com Wi-Fi gratuito e climatizados. Décadas sem planejamento nos limitam a isso.

Ps: décadas atrás, militares no poder dividiram o país em áreas e delegaram a uma única empresa cada uma dessas. Assassinaram um setor que crescia enormidades nos anos 50 e 60. Vamos ver os frutos da nova estratégia.

2 years ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Rússia exportará mot... · 0 replies · +4 points

Essa nova compra vem da aparente incapacidade da Blue Origin de cumprir metas com seu propulsor. A ULA já percebeu que não receberá seus BE-4 a tempo.

Enquanto isso a SpaceX persiste sobre os oligopólios e mastodontes do lobby.

2 years ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Para Ministro da Defes... · 0 replies · +2 points

Todos os ovos na mesma cesta facilita a cobrança dos percentuais partidários e marciais - tem quem acha que esse nunca existiu; a estruturação do caixa dois e a montagem do propinoduto como um todo. Imagina a economia com operadores e doleiros?

2 years ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Ameaça drone-ativista... · 1 reply · +3 points

Concordo com a solução do editor. E usaria sal grosso contra o operador do drone!

2 years ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - "Bird Strike" em E-6B ... · 0 replies · +1 points

Esse talvez seja um calcanhar de Aquiles da USAF maior que o programa do F-35: frota envelhecida de aeronaves com funções estratégicas. O horizonte de modernizações se encerra, custo de operação e manutenção altíssimos, tripulações grandes, disponibilidade aquém do necessário.

A Gulfstream não vê a hora de abocanhar esse mercado. Principalmente com a crise de confiança da Boeing e seu 737.

2 years ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - IMAGENS: Novo jato de ... · 0 replies · +2 points

Muito disso é mais para propaganda do regime do que realmente prático. Para a população será vendido como tecnologia de ponta, pioneira no mundo, sem rival entre os pagãos, etc.

Lembrei do pôster iraniano com os feitos científicos da teocracia, até um Space Shuttle tinha.

Se bem que como cidadão e contribuinte de um país onde qualquer arremedo de projeto carrega junto expressões como: “estratégico”, “primordial para soberania” e “seleto grupo de nações”, não vou falar mais nada.

2 years ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - VÍDEO: Decolagem, em ... · 0 replies · +5 points

Tempo chuvoso é uma instituição britânica. Seria antipatriótico filmar seu mais formidável meio militar num tempo ensolarado!

2 years ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - IMAGENS: KAI apresenta... · 2 replies · +3 points

Nem os EUA conseguiram isso que você escreveu.

2 years ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Força Aérea dos EUA ... · 0 replies · +2 points

Bomba guiada simples de operar; mais barata de adquirir e manter que um ICMB ou SLBM e permite uma integração mais fácil em diferentes vetores do que um míssil de cruzeiro.

2 years ago @ Cavok Brasil - Avia&cc... - Compra de caças F-16V... · 0 replies · +3 points

No começo dos anos 90, economistas norte-americanos, russos, europeus ocidentais calculavam à exaustão os “dividendos da paz”.

Todos acreditavam numa racionalização extrema dos gastos militares, sem a necessidade da prontidão e da escala necessárias na Guerra Fria. O que não seria possível com estes bilhões?

Vinte ou trinta anos depois, apenas a Europa Central e do Leste viveram essa realidade. A escala do desmonte militar dos ex satélites do Pacto de Varsóvia é descomunal, equipamentos extremamente datados, estruturas abandonadas, militares reduzidos ao mínimo do mínimo necessário.

Agora fazem pequenas aquisições pontuais de equipamentos de ponta. Um pouco é capricho. Outro pouco é a apólice de seguro.